sexta-feira, fevereiro 3, 2023

Sai o pai, entra o filho: prefeito de Cruzeiro do Sul é o culpado pela dupla nomeação do ex-prefeito Dêda

Date:

A dupla nomeação do ex-prefeito Francisco Wagner de Santana Amorim, o Dêda, para cargo comissionado no Estado e na Prefeitura de Cruzeiro do Sul, está, supostamente, explicada. O prefeito Zequinha Lima cometeu o erro administrativo grave, segundo um interlocutor do governo, que tentou eximir o chefe da Casa Civil, Jonathan Donadoni, de qualquer culpa pela “bagunça” publicada em primeira mão por este site. O ex-prefeito foi nomeado no Estado em 12 de janeiro e quatro dias depois, apareceu no Diário Oficial como diretor de orçamento na prefeitura do Juruá.

O Diário Oficial desta quinta-feira substitui o ex-prefeito Dêda por uma nomeação do filho, cujo nome é Francisco Vagner Santana Amorim Júnior. Na avaliação do interlocutor, caberia ao próprio Dêda buscar a reparação após o desgaste causado, segundo ele, “lá em Cruzeiro do Sul, e não aqui em Rio Branco.

Dêda é marido da deputada reeleita Maria Antônia e, embora o caso da dupla nomeação tenha sido revisto, um grupo de parlamentares se mantém insatisfeito com a ida dele para o  no gabinete pessoal do governador. A Casa Civil tem sido criticada por não atender aos pleitos dos deputados.